Supermercados não poderão mais vender álcool líquido

Supermercados e demais estabelecimentos estão proibidos de seguir com a venda de álcool líquido 70%. Foto: Marlon Tavoni/EPTV


Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu que supermercados e outros estabelecimentos continuem com a venda de álcool líquido 70%. O órgão tinha disponibilizado até o dia 31 de dezembro de 2023, e principalmente, durante a pandemia de Covid-19, como forma de diminuir o contágio pelo vírus.

 
Desde dezembro, os estabelecimentos têm comercializado apenas os estoques permitidos pela RDC Nº 766, que deveriam ter sido encerrados desde sábado (29). As farmácias também não podem oferecer o produto. Está liberada apenas a versão em gel.
 
De acordo com a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) este é mais seguro, pois evita que seja derramada muitas quantidades, que podem causar queimaduras no corpo e acidente doméstico. As crianças são as principais vítimas nestes casos.
 
No entanto, a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) informou que a proibição de venda afasta o consumidor do acesso a um produto de melhor custo-benefício.
Compartilhe este artigo