© Getty Images
A Assembleia Legislativa derrubou emenda apresentada pelo deputado estadual Paulo Fiorilo (PT) ao projeto de lei de autoria do governo do Estado para antecipar para segunda-feira o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932 que tentava incluir o lockdown entre 1º de junho e 15 de junho em todo território paulista.


Na justificativa da emenda, Fiorilo argumentou que o objetivo da ideia é forçar o isolamento em 70% - a última medição apontou que o Estado atingiu apenas 47% dessa meta. 

Fake news
Na manhã de quinta-feira (21), circularam pelas redes sociais reprodução da emenda sem o autor da proposta – o que induzia que era medida adotada pela administração de João Doria (PSDB). No começo da tarde de quinta, o governo disparou mensagem dizendo que era falso que houve decretação de lockdown.


O lockdown é o fechamento completo de atividades não essenciais, com possibilidade de aplicação de multa a cidadãos que não comprovem motivos plausíveis para circulação. A medida serviria para forçar o isolamento físico como estratégia ao combate ao novo coronavírus.

Doria tem evitado adotar essa tática, considerada a mais drástica para impedir o livre trânsito de pessoas.