Pirassununga chegou a fazer duas carreatas a favor da reabertura do comércio © Toni Oliveira / O Movimento
O governo de São Paulo decidiu estender o período de quarentena no estado até o dia 31 de maio, devido à pandemia do novo coronavírus. O anúncio da prorrogação foi feito pelo governador João Doria (PSDB) na coletiva de imprensa desta sexta-feira (08), no Palácio dos Bandeirantes. A medida vale para todos os municípios.



Essa foi a terceira vez que Doria aumenta o prazo do isolamento social, que se encerraria neste domingo (10). A medida é confirmada depois do estado e a capital registrarem queda no índice de isolamento social, medida tida como uma das únicas eficientes para frear o avanço da contaminação do novo coronavírus.

Segundo o governador, o avanço da pandemia em São Paulo --com a aceleração do número de casos-- e a baixa adesão ao isolamento social --que tem estado abaixo de 50% em dias de semana-- inviabilizaram a reabertura.

A gestão Doria esperava anunciar uma flexibilização da quarentena em todo o estado a partir do próxima semana, com base em um plano de retomada das atividades, porém essa medida teve que ser revista diante do aumento de casos e mortes confirmadas no interior e no litoral.

Visitar nossa Página do Facebook: Jornal O Movimento

Desde quinta-feira, é obrigatório o uso de máscaras no estado de São Paulo para evitar a disseminação do novo coronavírus para qualquer um que saia às ruas e dentro de estabelecimentos que continuam abertos e repartições públicas. 



Dados do Ministério da Saúde divulgados na última quinta-feira (7/5) apontam que o Brasil chegou a 9.146 mortes confirmadas por Covid-19 e 135.106 casos. Só em São Paulo, são 3.206 mortes e 39.928 casos.Por Toni Oliveira, @jornalistatonioliveira . É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo.