As inscrições devem ocorrer entre os dias 15 e 22 de abril, exclusivamente pela internet, no endereço eletrônico da Fundação Vunesp. -  Imagem: Getty Images
SÃO PAULO – O governo estadual autorizou nesta segunda-feira (13) a contratação de 1.185 profissionais de saúde, em caráter emergencial, para aumentar o quadro das equipes dos hospitais estaduais e reforçar a assistência prestada aos pacientes diagnosticados com a Covid-19. A medida recebeu apoio do deputado Edmir Chedid (DEM), membro da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Alesp).


De acordo com o parlamentar, serão chamados 260 profissionais remanescentes de concursos públicos, sendo 210 enfermeiros e 50 fisioterapeutas. “Os profissionais estão sendo convocados por meio de publicação no Diário Oficial do Estado e deverão começar suas atividades a partir de 22 de abril”, complementou.

Além disso, foi aberto processo seletivo simplificado para 925 contratações por tempo determinado (CTD), somando 20 vagas de agente técnico de saúde para área de Assistência Social (incluindo duas para pessoas com deficiência – PCD), 245 de médico na área de Clínica Médica (sendo 12 PCD), 30 de oficial de saúde (2 PCD) e mais 630 de técnico de enfermagem (sendo 32 para pessoas com deficiência).


“Na prática, mais 1.185 profissionais que atuarão na saúde pública no Estado, ajudando diretamente os 645 municípios por meio dos hospitais e dos centros de atendimento à saúde. Uma medida muito importante que atende ainda a reivindicação da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa”, afirmou o parlamentar.

Inscrições
As inscrições para o processo seletivo simplificado deverão ocorrer entre os dias 15 e 22 de abril, exclusivamente pela internet, no endereço eletrônico da Fundação VUNESP (www.vunesp.com.br). Segundo o edital, não será aceita qualquer outra forma de inscrição ou inscrição fora do prazo determinado pelo governo do Estado. A contratação dos profissionais será pelo período de até doze meses.