Ação aconteceu no bairro Vila São Pedro nesta segunda-feira (20) (Foto: Divulgação/Prefeitura
 Vigilância Sanitária, através da Secretaria Municipal de Saúde de Pirassununga realizou nesta segunda-feira (20) um arrastão para combater focos do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, febre chikungunya e do vírus da zika. A ação aconteceu no bairro Vila São pedro e tem como objetivo conscientizar a população para o descarte correto de entulho.


A medida, organizada pela Vigilância Sanitária, tem o objetivo de erradicar possíveis focos e criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. Durante o arrastão funcionários recolheram materiais, entulhos e fizeram a vistoria de possíveis focos da dengue.

Visitar nossa Página do Facebook: Jornal O Movimento 

Segundo a Vigilância Epidemiológica o número de casos confirmados de dengue no município, neste ano de 2020, subiu para 559. O município ainda tem  60 casos que são considerados suspeitos e estão sendo monitorados.

Arrastão contra a dengue acontece nesta segunda em Pirassununga. Foto: Divulgação / Prefeitura
O Aedes aegypti, conhecido dos brasileiros, é vetor não apenas da dengue. O mosquito também é capaz de transmitir a humanos doenças como chikungunya e zika.

Considerando-se os boletins divulgados pelos estados, a soma dos casos prováveis de dengue ultrapassa 500 mil, até o começo de abril. São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul concentram a maioria deles.

Prevenção/Proteção
Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.
Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.


Cuidados
Caso observe o aparecimento de manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, busque um serviço de saúde para atendimento.
Não tome qualquer medicamento por conta própria.

Procure orientação sobre planejamento reprodutivo e os métodos contraceptivos nas Unidades Básicas de Saúde.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. (Porr Toni Oliveira, @jornalistatonioliveira ) É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo.