Maior parte dos brasileiros querem ver as igrejas retomando suas atividades, segundo pesquisa do Ideia Big Data. © Facebook/MEVAM
As igrejas são o primeiro lugar que os brasileiros gostariam de voltar a frequentar após o fim das medidas de isolamento social, devido à pandemia do novo coronavírus.


O levantamento foi feito pelo instituto de pesquisa Ideia Big Data, que ouviu 1.667 brasileiros de 18 anos ou mais, entre os dias 21 e 22 de abril, via aplicativo mobile. A margem de erro é de 4 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Um em cada três brasileiros pretende frequentar a igreja na mesma semana em que forem retomados os cultos/missas. Outros 14% voltariam aos templos em até 15 dias e 22% esperariam um mês.

Depois das igrejas, os salões de beleza e barbearias são os locais que os brasileiros mais querem retomar. Cerca de 24% dos entrevistados querem cuidar da estética na mesma semana em os salões forem liberados e 19%, em até 15 dias. Outros 26% voltarão a consumir esse tipo de serviço em no máximo 1 mês.

Na sequência de atividades estão lanchonetes (com 18% de retomada na mesma semana da liberação e 19% em até 15 dias) e restaurantes (15% e 18%, respectivamente).

Os shopping centers vêm depois: 14% dos entrevistados pretendem voltar aos centros de compras na semana de reabertura e 16% esperariam até 15 dias, enquanto 32% disseram que retomariam o hábito em até 1 mês.


Os últimos na lista são as casas noturnas, bares e cinemas. Praticamente dois terços dos entrevistados pelo Ideia Big Data disseram não saber quando voltaram às casas noturnas, 52% deram a mesma resposta em relação aos bares e 46%, em relação aos cinemas.

Cerca de 22% pretende voltar aos bares na semana de reabertura ou em até 15 dias, mesmo índice agregado dos cinemas. Em relação às casas noturnas, a soma dessas duas respostas foi de 14%. Por sua vez, as festas e comemorações têm índice de 26%.