Usuários reclamaram de instabilidade e erro ao acesso ai site o aplicativo Caixa Tem

Longa fila formada na agência da Caixa no centro de  Pirassununga — Foto: Toni Oliveira / O Movimento
Usuários reclamaram de instabilidade e erro ao acesso ai site o aplicativo Caixa Tem.Um drama que vem se repetindo em cidades brasileiras. Filas enormas em frente as agências da Caixa Econômica Federal para o saque do auxílio emergencial. Na manhã desta quinta-feira (30), mais de 100 pessoas esperavam ser atendidas no banco na rua 15 de Novembro no Centro, de Pirassununga.


Alguns beneficiários reclamaram para a reportagem do Jornal O Movimento que ao registrar uma conta bancária e recebiam a aprovação indicado que o valor seria creditado nos dados, porém, o valor não ficava visível nas plataformas. 


Visitar nossa Página do Facebook: Jornal O Movimento 

Outro erro relatados para o Jornal O Movimento  é que beneficiários não conseguiam gerar o código solicitado no aplicativo. Antes de realizar o saque, é necessário gerar um código de autorização pelo aplicativo e seguir o cronograma de saques divulgado.


Agência da Caixa Econômica Federal, registra fila nesta quinta-feira (30)  — Foto: Toni Oliveira / O Movimento
Um dos motivos para essa dificuldade é uma falha de acesso ao aplicativo Caixa TEM, usado para movimentar essa poupança. Usuários dizem não conseguir fazer operações básicas com o app desde o início do depósito dos benefícios. Para ter acesso ao auxílio emergencial de R$ 600 em dinheiro, é preciso requisitar o saque e gerar um código pelo celular, por exemplo.

Calendários

Para evitar aglomerações, a Caixa estabeleceu o seguinte calendário para os trabalhadores sacarem, em espécie, o auxílio direto da poupança digital:

* 27 de abril – para os nascidos em janeiro e fevereiro
* 28 de abril – para os nascidos em março e abril
* 29 de abril – para os nascidos em maio e junho
* 30 de abril – para os nascidos julho e agosto
* 4 de maio – para os nascidos em setembro e outubro
* 5 de maio – para os nascidos em novembro e dezembro

Essa medida só é válida para as duas primeiras parcelas do Auxílio Emergencial creditadas da poupança digital.


Adiantamento da segunda parcela cancelado

Os brasileiros que esperavam receber a segunda parcela do auxílio ainda neste mês também se frustraram. Depois de anunciar uma antecipação do segundo pagamento do auxílio, o Governo voltou atrás. Em nota, o Ministério da Cidadania informou que faltam recursos no Orçamento para adiantar o benefício e que será preciso aprovar um crédito suplementar. 

A pasta explicou que as três parcelas do auxílio vão exigir um desembolso de 32,7 bilhões de reais cada uma e que já foram transferidos para a Caixa 31,3 bilhões. 

Hostilização

A produção desta reportagem do Jornal O Movimento  foi hostilizada por uma pessoa que tentou atrapalhar e ameaçou o trabalho do jornalista.


O presidente Jair Bolsonaro definiu como essenciais as atividades e os serviços da imprensa como medida de enfrentamento à pandemia de covid-19. O decreto foi publicado no dia 22 de março em edição extra do Diário Oficial da União .
De acordo com o texto, deverão ser resguardados o exercício pleno e o funcionamento de todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, “incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, entre outros”. A medida visa garantir a difusão de informações à população e também cumpre o princípio constitucional da publicidade em relação aos atos praticados pelo governo.


Pelo decreto, está proibida a restrição à circulação de trabalhadores da imprensa que possa afetar o funcionamento das atividades. Mas, na execução dos serviços, deverão ser adotadas todas as cautelas para redução da transmissão do novo coronavírus.Por Toni Oliveira, @jornalistatonioliveira ) É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo.