Subiu para 84 o número de mortes pelo novo coronavírus no estado de São Paulo, segundo balanço do Ministério da Saúde divulgado neste sábado (28). Foram 16 novas mortes em relação aos dados divulgados na sexta-feira (27), é o maior número de óbitos por coronavírus em apenas um dia. O estado possui ainda 1.406 casos confirmados.

Imagem: Getty Images
O novo número de casos representa um aumento de 14,9% em relação aos 1.233 casos anunciados na sexta- feira (27). No caso das mortes, o crescimento foi de 23,5%. No Brasil são 3.904 e 114 mortes.



De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, entre os 16 novos óbitos contabilizados neste sábado (28), estão um homem de 92 anos, de Sorocaba, uma mulher de Embu das Artes (82) e outra de Guarulhos (89). Os outros 13 ocorreram na Capital, sendo sete mulheres (62, 71, 79, 77, 87, 87, 80) e seis homens (71,74, 77, 76, 76, 58). Segundo a pasta, a vítima de 58 anos tinha comorbidades.

Quarentena

O estado de São Paulo adota estratégias de restrição de circulação contra o coronavírus desde 16 de março. A quarentena começou na terça-feira (24) e vai durar 15 dias, até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo.



A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança. Assim, os hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, terão o funcionamento normal.


As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, petshops, bancas de jornais, táxis e aplicativos de transporte continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas.

Os serviços de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, continuam funcionando normalmente. Os bancos e lotéricas também continuam abertos. As indústrias devem continuam operando, já que não têm atendimento ao público em geral.