e77cf098-15a3-416c-80b1-9e8aa0bb51b0-JPG-640x360-q75-box-0-219-4200-2581-crop-detail
(Foto: João Alvarez/Fotoarena/Agência O Globo)

O Governo do Estado de São Paulo confirmou neste sábado (21) que há mais seis mortes causadas pelo novo coronavírus no estado de São Paulo. Uma das vítimas era uma médica generalista, de 52 anos, que estava internada na rede Prevent Senior. Ela tinha problemas no coração e era hipertensa. O total subiu para 15 mortes.

O governador João Doria (PSDB) afirmou na tarde deste sábado (21) que irá determinar quarentena, pelo período de 15 dias, a partir da próxima terça-feira (24) até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo.

São 396 casos confirmados no estado de São Paulo até 18 horas de ontem, com 15 mortes e 34 pacientes internados em UTI em tratamento. Ao todo, são 9 mil casos suspeitos.

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 12h30 deste sábado (21), 1.021 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 25 estados e no Distrito Federal. São 18 mortes confirmadas no país.

O governador João Doria (PSDB) afirmou na tarde deste sábado (21) que irá determinar quarentena, pelo período de 15 dias, a partir da próxima terça-feira (24) até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo.