Header Ads

Últimas Notícias

Número de mortes da pandemia de coronavírus supera 6.000 no mundo

Atualização foi feita na tarde desde domingo (15). (Foto: Flavio L. Scalzo/Reuters)
EM ESPECIAL: A Europa tenta estabelecer medidas de proteção ante o avanço inexorável da pandemia de coronavírus, que neste domingo (15), superou a barreira de 6.000 mortes e 160.000 infectados em todo o mundo, com o fechamento parcial da fronteira na Alemanha e confinamentos na Itália e Espanha.

Em todo o planeta, a pandemia esvazia aos poucos as ruas, confina milhões de pessoas a suas casas e transforma as vidas cotidianas. Na Itália, as autoridades da Lombardia (norte), a região mais afetada da Itália pela pandemia, expressaram de forma explícita preocupação com a capacidade de seu sistema de hospitais para enfrentar o fluxo de pacientes.


“Os números continuam aumentando. Em breve chegará o momento em que não teremos mais leitos para reanimação”, advertiu Attilio Fontana, governador da Lombardia, em uma entrevista ao canal Sky TG24.


OMS indicou que a Europa se tornou o epicentro do coronavírus ( Foto: EFE/EPA/ALESSANDRO DI MEO )
Escolas, bares, museus e outros locais públicos permanecem fechados, as partidas de futebol e espetáculos artísticos foram adiados e até os funerais estão esvaziados. Milhões de pessoas cancelam viagens e limitam seus deslocamentos, enquanto os países buscam formas de blindagem.


Com mais de 160.000 pessoas infectadas e mais de 6.000 mortes, a pandemia de COVID-19 não conhece fronteiras nem barreiras sociais e a cada dia afeta novos países e territórios. Entre os infectados estão ministros, atores e atletas de elite.
Brasil
O Ministério da Saúde informou na tarde deste domingo (15) que subiu de 121 para 176 o número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no país, em boletim divulgado às 16 horas. Mas, de noite, a atualização do boletim elevou para 200 os casos positivos da doença no Brasil. De acordo com a atualiazação, 1.913 pessoas são monitoradas por suspeitas de estarem infectadas. Nenhuma morte foi registrada no Brasil desde o início da transmissão da doença.


Os novos casos confirmados no País estão em 14 estados e no Distrito Federal. Em São Paulo, que tinha 112 registros no boletim da tarde, passou a 136 de noite; no Rio de Janeiro, 24; no Paraná, seis; no Rio Grande do Sul, seis; no Distrito Federal, oito; em Santa Catarina, seis; Goiás, três; Pernambuco, dois; na Bahia, dois; em Minas Gerais, dois; no Rio Grande do Norte, um; em Alagoas, um; e no Espírito Santo, um. Da Redação Toni Oliveira /Jornal O Movimento com Minas em Foco, AFP, ANSA EFE e EBC É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )