Ex-funcionários da antiga concessionária  Copivel  - Foto: Toni Oliveira / O Movimento

Ex-trabalhadores da empresa Copivel Comercial Veículos antiga concessionária de vendas de veículos em Pirassununga e região, estão  há vinte e três anos sem receber as rescisões trabalhistas. São mais de 50 ex-funcionários dispensados em meados de 1997. 


A empresa Copivel já foi uma das lideres em vendas de veículos na região de Pirassununga. Após a sua falencia e, com váríos processos na justiça de seus credores, até hoje não pagou as rescisões trabalhistas, dos seus  cinquenta e sete ex-funcionários. Destes sessenta e quatro, seis já são falecidos, informou o grupo

Segundo uma das ex-funcionárias Valkíria Solange Antonieto, disse em especial para a redação do O Movimento, o advogado do sindicato da cidade de São Carlos, o qual representa os ex-funcionários, não marcou até hoje, uma audiência trabalhista. Ela disse que já existe um dinheiro depositado em uma conta bancária, porém não conseguem receber, pois o advogado não da um posicionamento.

Em um  audiência marcado pelos ex-funcionários forum de Pirassununga, na tarde de terça-feira (10), três  representantes da categoria Valkíria, Sueli e Adailton, estiveram com o Juiz de Direito, Dr. Jorge Corte Júnior, da 3ª Vara Judicial. Durante a audiência, o juíz disse que analizará o caso e, o que poderá ser feito, em relação aos ex-funcionários, disse Valkíria.

Têm gente que já morreu e não recebeu nada, e infelizmente até hoje támbem não recebemos nada. Queremos o que é nosso por direito, disse um dos ex-funcionários. 

A reportagem do O Movimento tentou contato com o advogado e o Sindicato dos Empregados do Comércio de São Carlos, porém, não obteve sucesso. Da Redação Toni Oliveira /Jornal O Movimento  É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )