(Filipe Redondo/Folha Press/Divulgação)
O governador João Dória anunciou nessa quinta (19) que 150 mil professores e auxiliares da rede estadual terão suas férias antecipadas a partir de segunda-feira (23). O adiantamento do recesso, válido também para os 15 mil profissionais do Centro Paula Souza, é uma das medidas que o governo tem tomado para combater o contágio pelo coronavírus.

Além das duas semanas de férias que estavam previstas para o mês de julho, terão início na próxima segunda as duas semanas de recesso que aconteceriam em abril e outubro definidas no novo calendário.

Durante os meses de abril e maio, a Secretaria da Fazenda e Planejamento deve efetuar o pagamento do período aos profissionais, com estimativa de 130 milhões de reais destinados aos salários.

Continua após a propaganda

A Secretaria da Educação já tinha autorizado o trabalho remoto para profissionais dos grupos de risco, como 60 anos ou mais, gestantes e portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes não controlada, hipertensão, pessoas em tratamento oncológico, lúpus e HIV que atuem nas escolas, diretorias de ensino e órgãos centrais.

Os alunos também estão de recesso por tempo indeterminado. A partir de semana que vem, 100% das aulas estarão suspensas.

Confira a mudança no calendário escolar estadual:

– Recesso escolar (1 semana): de 20 a 24 de abril mudou para 23 a 27 de março

– Recesso escolar (1 semana): de 13 a 16 de outubro mudou para 30 de março a 3 de abril


– Férias escolares (2 semanas): de 9 a 26 de julho mudou para 6 a 20 de abril.
Da Redação Toni Oliveira /Jornal O Movimento com  Folhapress  É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )