© iStock
Os casos de sarampo na  Academia da Força Aérea (AFA), subiram de 76 para 95. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (10) , pela Vigilância Epidemiológica de Pirassununga. O vírus se proliferou entre os cadetes.


Todos os casos de sarampo foram confirmados por exame laboratorial. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, seis casos suspeitos foram descartados e outros cincos aguardam resultados. 

Os casos começaram a ser registrados no dia 31 de janeiro. Nas semanas seguintes, o vírus se proliferou entre os cadetes. No dia 21 de fevereiro, a AFA de Pirassununga passou por bloqueio vacinal, e os cadetes foram isolados por quatro dias como medida protetiva.

Campanha Nacional 
Faltam três dias para terminar a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo deste ano. Então, ainda dá tempo de você ir até um posto de saúde para imunizar crianças a partir de 5 anos até adolescentes de 19.

Além desta campanha que se encerra na próxima sexta-feira, estão previstas outras duas etapas. Uma em junho para pessoas de 20 a 29 anos. E outra em outubro para crianças de seis meses a menores de cinco anos.


Os casos de sarampo no Brasil começaram a surgir novamente em 2018, importados da Venezuela. Os primeiros contaminados foram no Amazonas e em Roraima.  Da Redação Toni Oliveira /Jornal O Movimento  É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )