Header Ads

Últimas Notícias

Com 42 novos casos confirmados, números da dengue disparam em Pirassununga

Aedes aegypti — Foto: Fundação Oswaldo Cruz/Divulgação
A  Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica divulgou nesta quinta-feira (27), 49  novos casos de dengue em Pirassununga, o que fez o total deste ano subir para 182 registros positivos.

Segundo a Vigilância Epidemiológica  da cidade, em 2020, já foram registrados 182 casos positivos da doença no município, incluindo 108 pessoas que aguardam a confirmação.  Do total, apenas 4 são importados, ou seja, vindos de outros municípios, enquanto os demais são autóctones, contraídos na própria cidade.




Prevenção/Proteção

  • Utilize telas em janelas e portas, use roupas compridas – calças e blusas – e, se vestir roupas que deixem áreas do corpo expostas, aplique repelente nessas áreas.
  • Fique, preferencialmente, em locais com telas de proteção, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

Cuidados

  • Caso observe o aparecimento de manchas vermelhas na pele, olhos avermelhados ou febre, busque um serviço de saúde para atendimento.
  • Não tome qualquer medicamento por conta própria.
  • Procure orientação sobre planejamento reprodutivo e os métodos contraceptivos nas Unidades Básicas de Saúde.

Informação

  • Utilize informações dos sites institucionais, como o do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municiais de saúde.
  • Se deseja engravidar: busque orientação com um profissional de saúde e tire todas as dúvidas para avaliar sua decisão.
  • Se não deseja engravidar: busque orientação médica sobre métodos contraceptivos.
O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados e distribuídos por diversos criadouros.


Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti.  Da redação Toni Oliveira - Pirassununga ON / É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Pirassununga On no WhaTsApp (19) 9 8294-5155