Jornal O Movimento

Pirassununga encerra 2023 com 545 casos de dengue e 9 de chikungunya

Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela - nataba/Adobe Stock

Pirassununga encerrou 2023 com 545 casos confirmados de dengue sendo 07 casos internados com sinais de alerta
. Segundo a Vigilância Epidemiológica, ainda foram contabilizados nove casos de chikungunya. 

Não houve reporte de ocorrência de febres zika e amarela na cidade.

Casos em 2024
A primeira parcial do ano informa 12 casos locais de dengue e 34 casos em investigação. 

👇 Veja, na lista abaixo, os bairros com alto risco de transmissão:

Região Central
  • Jardim Itália
  • Jardim Eldorado
Região Oeste
  • Bairro Rosário
Região Leste
  • Cidade Jardim
  • Vila São Pedro
  • Jardim Millenium
Região Norte
  • Jardim São Valentim
  • Bairro Terra Azul

Medidas preventivas
De acordo com a Vigilância Epidemiológica os bairros indicados em boletim, assim como as demais regiões de Pirassununga, precisam intensificar as medidas preventivas contra os criadouros do Aedes aegypti. 

Sintomas de zika
  • Febre leve
  • Vermelhidão nos olhos e aversão à luz
  • Coceira intensa
  • Dormência nas extremidades, dificuldade para caminhar, alterações neurológicas e paralisia facial
  • Em casos mais graves, pacientes pode ter comprometimento neurológico, que provoca debilidade muscular, além de reação autoimune, que pode levar à paralisia cerebral.
Sintomas de febre amarela
  • Manifestações repentinas de febre alta;
  • Calafrios;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular;
  • Náuseas;
  • Vômitos.
  • A forma mais grave costuma aparecer após um período de bem-estar que dura brevemente (até dois dias). As manifestações mais graves são: insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), além de hemorragias e cansaço intenso.
Sintomas da chikungunya
  • Febre;
  • Dores intensas nas articulações;
  • Dor nas costas;
  • Dores pelo corpo;
  • Erupção avermelhada na pele;
  • Dor de cabeça;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dor retro-ocular;
  • Dor de garganta;
  • Calafrios;
  • Diarreia e/ou dor abdominal (manifestações do trato gastrointestinal são mais presentes em crianças).
Sintomas de dengue
  • Febre alta > 38°C;
  • Dor no corpo e articulações;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Mal-estar;
  • Falta de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Manchas vermelhas no corpo.

A Vigilância Epidemiológica também reforçou o pedido para que a população adote medidas de prevenção contra o mosquito, principalmente até o fim de maio, mês que ainda está dentro do período considerado mais crítico da doença.

Veja algumas das orientações:
  • Utilize telas de proteção com buracos de, no máximo, 1,5 milímetros nas janelas de casa;
  • Deixe as portas e janelas fechadas, principalmente nos períodos do nascer e do pôr do sol;
  • Mantenha o terreno limpo e livre de materiais ou entulhos que possam ser criadouros;
  • Tampe os tonéis e caixas d’água;
  • Mantenha as calhas limpas;
  • Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  • Mantenha lixeiras bem tampadas;
  • Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  • Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  • Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  • Limpe todos os acessórios de decoração que ficam fora de casa e evite o acúmulo de água em pneus e calhas;
  • Coloque repelentes elétricos próximos às janelas – o uso é contraindicado para pessoas alérgicas;
  • Velas ou difusores de essência de citronela também podem ser usados;
  • Evite produtos de higiene com perfume, pois podem atrair insetos;
  • Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.
 Quer ficar ligado em tudo o que rola em Pirassununga e região? Siga o perfil do jornal O Movimento no Instagram e também no Facebook.

(É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do jornal O Movimento

Postagem Anterior Próxima Postagem