Jornal O Movimento

Mais de 30 detentos foram presos na região pela PM em “saidinha” de fim de ano

Ação do CPI-9 resulta na prisão de detentos por descumprimento das condições estabelecidas durante a liberdade temporária. Foto: Divulgação/CPI-9

A LEP (Lei de Execução Penal) prevê a saída temporária para os presos de regime semiaberto com bom comportamento e que já cumpriram um sexto da pena —no caso dos primários— e um quarto da pena —no caso dos prisioneiros reincidentes. 


Aproximadamente 37.947 mil presos estão tendo 12 dias de liberdade que iniciou na sexta-feira (23). O retorno está previsto para o dia 3 de janeiro. São  condições que o sentenciados deverão cumprir: 
  • - Não alterar, sem prévia autorização judicial, o endereço de permanência;
  • - Permanecer na cidade indicada para visitar a família, não podendo dela se ausentar sem prévia autorização judicial;
  • - Recolher-se à residência visitada ou local de permanência, no período das 19h às 06h do dia seguinte;
  • - Não frequentar bares, casas noturnas, casas de jogos ou casas de prostituição;
  • - Não ingerir bebidas alcoólicas ou outras substâncias entorpecentes;
Nos casos em que os sentenciados são surpreendidos descumprindo as condições previstas na Portaria Conjunta nº 02/2019, o Policial Militar irá confecciona o boletim de ocorrência eletrônico da conduta, e na sequência encaminhado para o sistema prisional da SAP de imediato.

Desde o início da saída temporária no estado, os batalhões do Comando de Policiamento do Interior 9 já prenderam 36 detentos que gozavam do benefício.

Entre as principais regras flagradas pelos policiais, temos o afastamento da residência no período noturno, frequência em locais inapropriados e consumo de bebidas alcoólicas. Na maior parte das vezes a Polícia Militar se depara com os descumprimentos durante o patrulhamento e abordagens, também recebem alertas de afastamentos através da SAP e do Centro de Operações da PM.

‘’Os procedimentos de fiscalização implementadas pela atual Secretaria de Segurança Pública trouxeram grande eficácia no cumprimento das  saídas temporárias. Reforço ainda a importância da população em acionar 190 quando tiver informações de crimes e também de possíveis descumprimentos das condições previstas aos sentenciados’’. – comenta o Capitão PM Tiago Augusto, Chefe do Centro de Operações de Piracicaba.

O CPI-9 é responsável pelo policiamento em 52 dois municípios, sendo as regiões de Piracicaba, Americana, Sumaré, Limeira, São João da Boa Vista  e Rio Claro.  Cada cidade destas sediando um batalhão de policiamento.


Mais de 30 detentos foram presos na região pela PM em “saidinha” de fim de ano

Recolhimento por cidades:
  • Piracicaba: 12
  • Santa Maria da Serra: 1
  • Rio das Pedras: 1
  • Artur Nogueira: 2
  • São João da Boa Vista: 1
  • São José do Rio Pardo: 1
  • Leme: 8
  • Araras: 2
  • Limeira: 1
  • Pirassununga: 1
  • Monte Mor: 1
  • Hortolândia: 4
* As informações são do comando de policiamento do interior - 9 (CPI-9)
Postagem Anterior Próxima Postagem