Jornal O Movimento

Graal vai instalar estações de recarga rápida para veículos elétricos em 2024

Fachada do Graal em Pirassununga— Foto: Reprodução/Rede Graal oficial

A Rede Graal vai instalar estações de recarga ultrarrápidas e semirrápidas para veículos elétricos em seus estabelecimentos. Ao longo do primeiro semestre de 2024, receberão os equipamentos 37 das 50 unidades da bandeira localizadas nas principais rodovias dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Ao todo, serão 74 equipamentos, adquiridos das empresas WEG, ABB e BYD. Eles são capazes de abastecer os veículos elétricos em apenas 20 minutos, em média (normalmente, carregadores tradicionais precisam de 4 ou 5 horas para o processo). Serão duas estações de carregamento em cada base, utilizando a plataforma digital e serviços de operações e manutenção da empresa de soluções de mobilidade elétrica Move. o investimento é de cerca de R$ 15 milhões.

“Estamos orgulhosos em participar do novo momento da eletromobilidade no Brasil ao proporcionar a melhor infraestrutura possível para a recarga de veículos elétricos e híbridos nas principais rodovias do país. A implementação de novos Eletropostos é mais uma contribuição da empresa para um futuro mais sustentável e confiável para aqueles usuários que trafegam nas estradas”, afirma Helio Athia Jr., Diretor de Marketing da Rede Graal.

Dados do mercado de carros elétricos no Brasil

De acordo com dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), entre janeiro a outubro, o mercado brasileiro emplacou 67.047 veículos eletrificados leves, um aumento de 73% sobre o mesmo período do ano passado. Com isso, a frota circulante de carros elétricos, híbridos e híbridos plug-in no país já se aproxima das 200 mil unidades (total de 193.486 carros).

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Pirassununga e região? Siga o perfil do jornal O Movimento no Instagram e também no Facebook.

(É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do jornal O Movimento

Postagem Anterior Próxima Postagem