Jornal O Movimento

Procon-SP divulga lista de 78 sites não confiáveis para a Black Friday

Dois a cada três consumidores brasileiros pretendem fazer compras nesta Black Friday — Foto: Fred Magno

O Procon-SP divulgou lista de 78 sites que devem ser evitados por consumidores na Black Friday. Entram no ranking as empresas que não responderam às queixas de consumidores mesmo depois de terem sido notificadas pelo órgão de defesa. 

Apesar de descontos atraentes, a data também é marcada pelo salto na tentativa de golpes e fraudes. Por isso é fundamental comprar em sites e empresas confiáveis para evitar problemas.

O relatório mais recente inclui 78 páginas não confiáveis, segundo o órgão de defesa do consumidor. A lista é baseado em sites de empresas que registraram reclamações de compradores, receberam notificação do Procon, mas não tomaram nenhuma providência para resolver os casos.

A boa notícia é que muitos já não operam mais, ainda assim alguns continuam no ar e devem ser evitados. Confira dez deles abaixo.

Sites para evitar na Black Friday
  • Página (URL) Empresa (ou responsável) CNPJ/CPF
  • 123multiofertas.net WE HUB NEGÓCIOS DIGITAIS LTDA 47876836000118
  • bmjbaby.com.br BMJ COM E SERV DE ARTIGOS INFANTIS LTDA 34657443000171
  • Descontosbrasileiro.com LIND PROMOÇÃO DE VENDAS LTDA 41740062000117
  • frozenshop.com.br HBR COMERCIO ELETRONICO EIRELI ME 21510600000170
  • Gelniche.com.br PERFUMARIA E COSMÉTICOS KA LTDA 20808977000147
  • Lbashop.com.br ISABELA MARCONDES KHZOUZ EIRELI 24117433000190
  • logusapostilas.com logus apostilas
  • luadishop.com.br LUADI COMÉRCIO ELETRÔNICO LTDA 23796817000113
  • offthewall.com.br OFF THE WALL
  • Outletdasfraldas.com.br BRENDO GONÇALVES DA SILVA 30177993000132
Vale destacar que a lista do Procon-SP é atualizada o ano todo com o endereço das páginas (URL) e demais dados, como nome da empresa ou responsável, bem como CNPJ ou CPF (em caso de pessoa física). Confira a lista completa aqui.

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Pirassununga e região? Siga o perfil do jornal O Movimento no Instagram e também no Facebook.

(É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do jornal O Movimento
Postagem Anterior Próxima Postagem