Jornal O Movimento

Mais de 800 pessoas morreram atingidas por raios no Brasil nos últimos 10 anos, aponta levantamento

Fotógrafo registra sequência de raios no céu do  Distrito de Cachoeira de Emas. 📸 Luís Fernando/FotografeOMovimento

Mais de 800 pessoas morreram atingidas por raios no Brasil nos últimos 10 anos.
O número foi revelado em levantamento feito pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)

Segundo os dados, foram 835 mortes registradas entre os anos de 2013 e 2022. Estados como Pará e Amazonas lideram o ranking com 88 e 78 casos respectivamente. 

De acordo com o coordenador do Elat, Dr. Osmar Pinto Júnior, três fatores explicam o número de mortes provocadas por raios: maior número de raios na região, maior número de pessoas na região e mais informações da população na região.

Continua após a publicidade

Para o pesquisador, o último fator é determinante. Os casos tem correlação inversa com o Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, os estados com menor PIB tendem a apresentar um maior número de vítimas por raios.

“Quanto maior o PIB, maior o grau de informação da população, que é mais consciente e entende os perigos das descargas elétricas”, afirma em entrevista ao site G1. Ele diz ainda que o número de mortes é menor em países desenvolvidos.

O Elat aponta que as principais vítimas são pessoas em áreas abertas na zona rural (27%) e pessoas dentro de casa, em contato com objetos ligados a rede elétrica ou telefônica (24%).

Quer ficar ligado em tudo o que rola em Pirassununga e região? Siga o perfil do jornal O Movimento no Instagram e também no Facebook.

(É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do jornal O Movimento
Postagem Anterior Próxima Postagem