Jornal O Movimento

Cometa Nishimura: fenômeno raro poderá ser visto a partir desta terça (12 ) e, depois, só daqui a mais de 400 anos

Imagem mostra o cometa C/2023 E1 (ATLAS) descoberto em março; C/2023 P1 poderá ser visto neste mês — Foto: NASA

O cometa C/2023 P1 Nishimura, descoberto em agosto deste ano, passará pela Terra nesta terça (12/9), e só será visto de novo em nossa vizinhança daqui a mais de 400 anos.

Ele poderá ser visto próximo ao amanhecer de forma discreta a olho nu. O cometa Nishimura, descoberto há apenas um mês, dirige-se atualmente em direção ao Sol e brilhará com maior intensidade no dia 17 de setembro, oferecendo um espetáculo visível com binóculos ou mesmo a olho nu.

Publicidade

Este pequeno corpo rochoso e gelado, cujo tamanho exato ainda não é conhecido, leva o nome de um astrônomo amador japonês, Hideo Nishimura, que o observou pela primeira vez em 11 de agosto.

Para encontrar o cometa na sua região e saber a posição exata dele, use os aplicativos de observação de estrelas, Star Walk 2 (baixe em App Store, Google Play) ou Sky Tonight (App Store, Google Play, AppGallery).
Postagem Anterior Próxima Postagem