Jornal O Movimento

Interior de SP tem sumiço de 80 espécies de aves, aponta estudo

 

Arara-vermelha está entre as aves não encontradas - Foto: Vladimircech on Freepik

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho e a data reforça a importância da preservação das espécies nativas em todos os países.
No interior de São Paulo, pelo menos 80 espécies de aves desapareceram devido ao desmatamento intenso. 

Os dados são de pesquisadoras da Unesp (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), da Unifei (Universidade Federal de Itajubá) e do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos.

Publicidade

O estudo, publicado na Revista do Instituto Florestal, reforça dados recentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que diz que a Mata Atlântica é o bioma que reúne maior número de espécies ameaçadas no país, equivalente a 24% do total. 

O levantamento visa a oferecer dados para ações de gestão, ecoturismo, educação ambiental e conservação, já que há muito pouco conhecimento disponível e atualizado das aves remanescentes nessas regiões. 

Entre as não encontradas estão arara-vermelha (ara chloropterus), juruva (baryphthengus ruficapillus), pica-pau-de-cabeça-amarela (celeus flavescens), mutum-de-penacho (crax fasciolata) e surucuá-variado (trogon surrucura).

Informação antiga

"A gente tinha a informação antiga, que embasou toda a nossa pesquisa e, agora, trouxemos informação recente. Entre a antiga e a mais recente, não havia nada", afirmou um dos autores do estudo, Vagner Cavarzere. Nesse período, a região sofreu intenso processo de desmatamento e degradação da vegetação. As poucas áreas preservadas ficam nas unidades de conservação integral.

Segundo Cavarze, registros anteriores indicavam que algumas áreas perto de unidades tinham mais espécies, muitas não encontradas desta vez. Para ele, as poucas áreas de mata nativa remanescentes fora das unidades de conservação devem ser preservadas antes que sumam junto com espécies que as habitam.

Dados mais recentes do IBGE apontam que o País abriga 50 mil espécies de plantas e mais de 122 mil espécies de animais em seus seis biomas. Entre animais e plantas, o Brasil teria 1.042 espécies em situação crítica, grande parte na Mata Atlântica. Por Agência Estado

Publicidade


Jornal O Movimento trazendo sempre o melhor conteúdo para você.  Quer saber mais sobre Notícias de Pirassununga e Região? Clique aqui

É proibida a reprodução do conteúdo ou de qualquer imagem sem prévia autorização. 


Postagem Anterior Próxima Postagem