Jornal O Movimento

Cidade da região confirma primeira morte por febre maculosa em 2023

Vermelhidão na pele de uma picada de carrapato. © Animaflora/Istockphoto

A Prefeitura de Mogi Guaçu (SP),  a 83 quilômetros de Pirassununga,  confirmou, nesta sexta-feira (23), a primeira morte por febre maculosa na cidade em 2023.
 
 Trata-se de um homem de 59 anos e que morava em área urbana. Ele morreu em 16 de junho após internação na Santa Casa. 

A causa foi atestada por exame analisado pelo Instituto Adolfo Lutz. A investigação epidemiológica constatou que a vítima trabalhava como fiscal de turma de uma empresa prestadora de serviços de limpeza urbana em Mogi Mirim. 

Publicidade


Durante averiguação domiciliar, identificou-se que na residência não se notava presença de mosquitos, ratos ou carrapatos. Segundo informações dadas pela família, o homem não se deslocou para áreas como matas, sítios, pesqueiros e beira de rio nos últimos 30 dias.   

Além do óbito, a Secretaria de Saúde também investiga outros três casos suspeitos, sendo um deles um homem que esteve na Fazenda Santa Margarida, em Campinas (SP).

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, até o ano de 2023, foram registrados 18 casos de febre maculosa, resultando em nove óbitos, incluindo o  confirmado desta sexta-feira (23)

A doença
A febre maculosa é uma doença infecciosa causada por uma bactéria transmitida através da picada de uma das espécies de carrapato (carrapato-estrela), ou seja, ela não é transmitida diretamente de pessoa para pessoa pelo contato e seus sintomas podem ser facilmente confundidos com outras doenças que causam febre alta. 

Jornal O Movimento trazendo sempre o melhor conteúdo para você.  Quer saber mais sobre Notícias de Pirassununga e Região? Clique aqui

É proibida a reprodução do conteúdo ou de qualquer imagem sem prévia autorização.

Postagem Anterior Próxima Postagem