Jornal O Movimento

Urgente: Justiça suspende Telegram em todo país e fixa multa de 1 milhão; saiba

 

Plataforma sairá do ar em razão de não enviar dados completos sobre neonazistas solicitados pela Polícia Federal. © Pplware Sapo/Reprodução

A Justiça Federal do Espírito Santo determinou nesta quarta-feira (26), a suspensão do aplicativo Telegram no Brasil. A decisão se baseou no fato de que a plataforma não entregou à Polícia Federal (PF) dados completos sobre grupos neonazistas que operavam na plataforma.

A informação foi publicada pelo "G1" e confirmada pelo jornal "O Movimento". As operadoras Vivo, Claro, Tim e Oi, além do Google da Apple serão notificados da suspensão, que determinada para ocorrer nesta tarde, por meio de ofícios da PF.

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Na última sexta-feira (21), o aplicativo entregou dados sobre os grupos neonazistas suspeitos de estarem envolvidos em ataques a escolas. Porém, a avaliação da PF é que nem tudo o que foi solicitado foi cumprido pela plataforma, por isso, o pedido de suspensão foi aceito pela Justiça.

Investigações sobre ataques a duas escolas em Aracruz, no Espírito Santo, apontaram que o o autor, um jovem de 16 anos, participava de grupos de conteúdo antissemita. O crime deixou quatro mortos e 13 feridos no final do ano passado. Por conta deste episódio, o Telegram havia sido intimado a entregar as informações.

Além de determinar a suspensão do aplicativo, a Justiça ampliou a multa aplicada ao Telegram por não entregar os dados de R$ 100 mil para R$ 1 milhão por dia de recusa em fornecer os dados.

Publicidade

Jornal O Movimento trazendo sempre o melhor conteúdo para você.  Quer saber mais sobre Notícias de Pirassununga e Região? Clique aqui

É proibida a reprodução do conteúdo ou de qualquer imagem sem prévia autorização.
Postagem Anterior Próxima Postagem