Jornal O Movimento

Pirassununga recebe espetáculo teatral de rua gratuito neste sábado

“Desventuras de um Quixote” apresenta aventuras, perigos e conspirações reais. © Sabryna Murali/Cia A DitaCuja

A Cia A DitaCuja, grupo teatral de Ribeirão Preto, apresenta “Desventuras de um Quixote em terras de um país qualquer ou nenhum” no dia 15  na Praça Conselheiro Antônio Prado em Pirassununga, SP.
O espetáculo se inspira nos ideais de cavaleiro de Dom Quixote de La Mancha, de Cervantes, para questionar o papel que nos cabe enquanto cidadãos do corrompido reino de Quixote ou de países quaisquer ou nenhum. 

A peça conta a história do recém nomeado cavaleiro Dom Quixote, um cidadão “impossibilitado” de enxergar a realidade que o cerca e que jurando lutar pelo bem e pelos mais fracos, vê monstros, perigos e problemas de relevância duvidosa. O Quixote de um país qualquer ou nenhum, não escolhe suas batalhas e seus inimigos, esses, lhe são colocados pelas forças que dominam o reino e que são reforçados por seus próprios “pré-conceitos”. 

E é do seu encontro com Dulce, cidadã do mesmo reino, mãe e trabalhadora, que nasce a riqueza da jornada por esse reino estranho, onde público e privado se confundem e onde o poder é inimigo do empoderamento, repleto de perigos imaginários e conspirações reais.

INFLUÊNCIAS DA OBRA

Desventuras de um Quixote nasce da vontade de explicitar temas urgentes em nossa sociedade, de questionar e refletir sobre marchas e movimentos, venham de onde vierem, criando assim uma ligação, uma comunicação, na busca de construir um diálogo real em tempos de monólogos virtuais. 

O espetáculo foi levado para outra época por meio da estética steampunk, um subgênero de ficção cientifica, onde toda a tecnologia que conhecemos é movida a vapor e nasceu no século IX. Com seu visual retro futurista, suas engenhocas extravagantes e seu sistema monárquico, o espetáculo busca conduzir o espectador para uma viagem de fantasia e ficção a lugares estranhamente familiares, onde talvez as semelhanças não sejam mera coincidência.

“Desventuras de um Quixote” apresenta aventuras, perigos e conspirações reais. © Sabryna Murali/Cia A DitaCuja

Segundo o dramaturgo e diretor do espetáculo André Cruz, “em um Brasil rachado, nosso Quixote é mais que um espetáculo, é uma tentativa de comunicação que busca mesmo que de forma indireta, suscitar a autocrítica em cada espectador e abrir um diálogo real em tempos de monólogos virtuais”.

DESVENTURAS NA RUA

Além da apresentação, o grupo também realiza a oficina “Desventuras na Rua”, destinada a interessados em geral e praticantes das artes cênicas e que tem por objetivo, introduzir e abordar a linguagem do teatro de rua de maneira prática, envolvendo exercícios com técnicas de triangulação, platô, improvisação e eixo corporal para criação de personagens e ocupação do espaço, dando um panorama ao iniciante sobre a arte teatral na rua.

A oficina com duração de duas horas, oferece 20 vagas gratuitas e é indicada para interessados a partir de 12 anos. Informações e inscrições podem ser realizadas no Centro de Convenções Prof. Dr. Fausto Victoreli localizado na Av. Painguás 2014, Jd do Lago.

DEZ ANOS DE DESVENTURAS NA RUA

O espetáculo que em 2023 completa dez anos em cartaz e desde a sua estreia já percorreu mais de 90 cidades, agora circula por mais 11 municípios paulistas por meio do Edital Proac do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Cultura e Economia Criativa. “Para a Cia. A DitaCuja estar com uma obra em cartaz a dez anos e continuar circulando com ela demonstra que o trabalho que o grupo vem desenvolvendo na pesquisa e criação dos seus espetáculos está na direção certa”, complementa a atriz e fundadora do grupo, Michelle Maria. 

No elenco estão os atores Tânia Alonso, Nathalia Fernandes, Michelle Maria, Flávio Racy e André Cruz, que também assina a direção e dramaturgia. A obra conta com trilha sonora de Márcio Bá, figurinos de Zezé Cherubini e André Cruz, cenografia e produção executiva de Flávio Racy, assistência de produção de Rafa Touso, assessoria de imprensa de Michelle Maria, produção geral de Subverta Ateliê de Criação, Produção e Comunicação e apoio e produção local do Circo Navegador.

A apresentação do espetáculo será realizada gratuitamente no dia 15 às 17hs na Praça (Central) Conselheiro Antônio Prado.  A oficina Desventuras na Rua de Iniciação ao teatro de rua será realizada no dia 15 também às 10hs no Centro de Convenções Prof. Dr. Fausto Victoreli.  As atividades são realizadas por meio de premiação no Edital Proac 2022 – Circulação de Espetáculos Teatrais do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa.
Postagem Anterior Próxima Postagem