Jornal O Movimento

Tarcísio de Freitas amplia licença-maternidade para servidoras temporárias do Estado

Período de afastamento para cuidados aos recém-nascidos foi ampliado em 60 dias. Foto: Mônica Andrade/Governo de SP 

O Governo de São Paulo vai ampliar em 60 dias o tempo de licença-maternidade de servidoras temporárias.
 
A mudança entra em vigor já nesta sexta-feira (10) data na qual a alteração foi publicada no Diário Oficial do Estado.

“É prioridade fortalecermos as políticas públicas de proteção às mulheres, com ações que ampliem seus direitos e tragam bem-estar a elas e seus filhos”, disse o governador Tarcísio de Freitas.

A ampliação atende à proposta da Procuradoria-Geral do Estado e torna o direito equânime a todos os servidores do Estado. Com a medida, a licença-maternidade será de 180 dias, dois meses a mais do que estipulado na CLT e do que era previsto nos contratos temporários do governo paulista. 

Servidores temporários foram contratados amparados em lei estadual de 2009, revisada em 2022, para substituir funcionários falecidos, em licença, ou afastado por outros motivos; preencher lacunas na rede de ensino que não justifiquem uma contratação efetiva; ou para “função eventual, transitória e determinada”.

Postagem Anterior Próxima Postagem