Jornal O Movimento

VÍDEO: Jovem tenta invadir escola com machadinha e coquetel molotov no interior de SP

Ele circulava a escola carregando uma machadinha, coquetéis molotov e combustível | Foto: Reprodução/Redes sociais

Um atentado terrorista com bomba caseira em uma escola de Monte Mor (SP) mobilizou as polícias Civil, Militar e o Corpo de Bombeiros na manhã desta segunda-feira (13).
Um adolescente de 17 anos, que também portava uma machadinha e tinha uma suástica - símbolo nazista - no braço, foi detido. Houve duas explosões, mas ninguém se feriu.

O ocorrido foi na Escola Estadual Professor Antonio Sproesser, onde também funciona a Escola Municipal Vista Alegre. Ainda não se sabe qual a ligação do rapaz com o colégio. Cerca de 300 alunos estudam no período da manhã na instituição.

Jovem detido após atentado a escola de Monte Mor tinha suástica no braço — Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Ele foi abordado antes mesmo de acessar a unidade de ensino, depois de ser visto por moradores com as armas enquanto trafegava em um carro nas imediações da escola. A polícia foi acionada e deteve o rapaz.

Itens apreendidos com adolescente que atirou bombas em escola de Monte Mor — Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Garrafas amarradas e cheias de combustível e pregos foram apreendidas. Secretário de Segurança da cidade, Anderson Palmieri disse à reportagem no local que o rapaz não conseguiu entrar na escola, mas chegou a jogar bombas caseiras na entrada da instituição.

Policiais militares do Batalhão de Ações Especiais (Baep) foram para o local no início desta manhã. Ambulâncias também foram acionadas. Em nota, a prefeitura disse que a situação foi contida e que os alunos foram dispensados.

Carro usado por jovem que atirou bombas caseiras em escola de Monte Mor — Foto: Helen Sacconi/EPTV

O jovem teria usado o carro da família para ir até a escola, e atirado ao menos quatro bombas na instituição. Segundo o secretário de Segurança do município, os artefatos - tipo coquetel molotov - foram atirados contra a grade do portão da escola, que a diretora havia fechado, e vasos. Todos os alunos foram liberados para ir para suas casas.

Garrafas com combustível apreendidas em escola de Monte Mor que foi alvo de tentativa de ataque — Foto: Helen Sacconi/EPTV

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) emitiu uma nota lamentando o ocorrido e ressaltou que não houve nenhum ferido. "A Diretoria de Ensino de Capivari e a unidade escolar estão à disposição das autoridades para auxiliar na investigação. A segurança da unidade será reforçada com o apoio da ronda escolar." O caso foi registrado na Plataforma Conviva (Placon) e também no boletim de ocorrência.

VÍDEO:

Postagem Anterior Próxima Postagem