Jornal O Movimento

Jovem que tentou invadir escolas no interior de SP escreveu carta sobre ataque

Carta escrita pelo jovem foi encontrada na casa dele (Divulgação)

O jovem, de 17 anos, que tentou causar um atentado a duas escolas de Monte Mor, no bairro Bela Vista, nesta segunda-feira (13), escreveu uma carta que confirma o planejamento do ataque. Felizmente, ele não conseguiu invadir as unidades de ensino e ninguém se feriu.

Em um trecho da carta, o jovem chegou a escrever que “a tal Vista Alegre [nome de uma das escolas], vai ficar com uma vista triste”, remetendo ao atentado que ele causaria.

Ele circulava a escola carregando uma machadinha, coquetéis molotov e combustível | Foto: Reprodução/Redes sociais

Em diversos outros pontos da carta, o jovem chega a afirmar que é uma pessoa “motivada por ódio e rancor”, que vive “abandonado, sozinho, sem amigos e família e pronto para morrer”.

A motivação da tentativa do atentado e a relação do adolescente com as escolas ainda são investigadas. 

O suspeito, de 17 anos, foi detido e usava uma braçadeira com a suástica, símbolo nazista. Ninguém ficou ferido. De acordo com a Polícia Militar (PM), no momento da tentativa de invasão, o suspeito estava com uma machadinha, bombas caseiras, além de garrafas com combustível. Ele também portava uma arma de fogo, que foi abandonada antes da tentativa de ataque. O menor não conseguiu entrar nas escolas, mas jogou uma bomba caseira no interior da unidade.

Itens apreendidos com adolescente que atirou bombas em escola de Monte Mor — Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Na casa do jovem, foram apreendidos uma arma de airsoft, material alusivo ao nazismo e o computador do suspeito, que passará por perícia. O veículo usado no crime foi localizado por PMs. 

O jovem detido será ouvido pela polícia. O caso foi registrado na Delegacia de Monte Mor.
Postagem Anterior Próxima Postagem