Jornal O Movimento

RÉVEILLON: Como proteger seu cachorro de fogos do ano-novo

© Getty imagens

Só quem tem pet em casa sabe como os fogos de artifício incomodam os bichinhos. Os artefatos também podem ser incômodos para crianças, idosos e portadores de determinadas doenças, além de causar sérios acidentes. 

Após dois anos sem as tradicionais queimas de fogos na virada do ano por causa da pandemia, os donos de pets voltam a se preocupar com os riscos provocados pelo som dos explosivos de efeito pirotécnico. Os barulhos estrondosos acompanhados de faíscas reluzentes podem gerar desconforto para os animais de estimação. 

Os cães são os mais afetados, uma vez que possuem a audição bem mais aguçada, ouvindo cerca de quatro vezes mais alto do que os humanos. Os cachorros ainda têm orelhas que funcionam como antenas parabólicas que captam melhor o som, tornando-o ainda mais potente. 

Para mostrar que estão incomodados, os caninos emitem diferentes sinais. “O animal tenta se esconder, pode ter até vômitos, diarreia, tremores e vocalização, porém é passageiro. Caso estes sintomas se prolonguem ou o ‘pet’ apresente convulsões, é hora de correr para o veterinário”, explica Lysandra Barbieri, médica veterinária e Analista de Educação Corporativa da Cobasi.

Os cães, no entanto, não são os únicos animais de estimação que sofrem com o excesso de sons. Gatos, aves, roedores e até cavalos também são afetados pelo barulho de fogos. “Em casos nos quais a explosão esteja muito próxima, é possível até romper o tímpano do animal. Ainda, alguns podem se machucar no momento da fuga, ou até mesmo terem taquicardias a ponto de irem parar no hospital veterinário,” alerta a especialista. 

Para amenizar os efeitos dos barulhos provocados pela queima de fogos de artifício no Réveillon, a médica veterinária faz algumas recomendações:
  • Manter o animal em um cômodo mais silencioso e confortável;
  • Não prendê-lo, pois ele pode tentar fugir e se machucar;
  • Colocar algodão no ouvido do animal, que deve ser retirado logo depois;
  • Deixar a TV ligada no momento da virada;
  • Estar presente, pois a companhia humana acalma o animal.
Leis proibitivas
Em muitas capitais, o ponto alto da celebração terá que ser silencioso. Isso porque existem leis que proíbem a utilização de fogos de artifício barulhentos. As legislações são voltadas para o benefício da saúde auditiva de idosos, recém-nascidos, crianças, autistas e pessoas com sensibilidade na audição, além dos animais.  

No estado de São Paulo só é permitido o uso de fogos silenciososA proibição em São Paulo  se aplica a recintos fechados, ambientes abertos, áreas públicas e locais privados. Fogos que produzem efeitos visuais sem estampidos podem continuar a ser utilizados e comercializados.

Em caso de descumprimento, o valor da multa será de pouco mais de R$ 4,3 mil. Se a infração for cometida por empresa, o valor salta para pouco mais de R$ 11,6 mil. Os valores serão dobrados em caso de reincidência em período inferior a 180 dias.



Postagem Anterior Próxima Postagem