Jornal O Movimento

Preço cai na refinaria, mas queda na gasolina não chega às bombas de Pirassununga

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

Apesar dos cortes no valores cobrados pela gasolina e o óleo diesel nas refinarias,  anunciadas pela Petrobras 
no último dia 7, o consumidor de Pirassununga e região,  ainda não percebe essa redução 6,1% ou R$0,20 por litro.  O diesel foi reduzido em 8,2%.

O último levantamento realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), mostra que os preços dos combustíveis pratricados pelos estabelecimentos do município permanecem inalterados. 

A coleta dos dados é feita no início da semana, antes do reajuste, e os postos costumam esperar a renovação de estoques para reduzir seus preços –o que nem sempre ocorre em momentos de alta.

Mais cortes
Estimativas do mercado apontam que ainda há espaço para novos cortes de preços, já que o petróleo continua operando abaixo de US$ 80 (R$ 426) por barril.

Segundo a Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis), o preço médio da gasolina nas refinarias brasileiras está 9%, ou R$ 0,26 por litro, acima da paridade de importação, indicador que simula quanto custaria para importar o produto. O diesel está 6%, ou R$ 0,26 por litro, mais caro.

Segundo a ANP, o preço do etanol hidratado também ficou relativamente estável, fechando a semana a R$ 3,84 por litro, contra R$ 3,85 registrados na semana anterior.

Postagem Anterior Próxima Postagem