Jornal O Movimento

Morre o ator Pedro Paulo Rangel, aos 74 anos

Pedro Paulo Rangel como Calixto em O Cravo e a Rosa (2000); ator morreu nesta quarta (21). © Reprodução / Rede Globo

O ator Pedro Paulo Rangel, de 74 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira, 21. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo da Casa de Saúde São José, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Pedro Paulo Rangel foi hospitalizado no dia 30 de novembro para tratar uma descompensação do quadro de enfisema pulmonar. No último sábado, 17, ele começou a despertar após ter a sedação interrompida. A ideia da equipe médica era avaliar a possibilidade de retirada do respirador, mesmo com uma "alteração da função renal".

Apesar do avanço na recuperação, a equipe médica ainda considerava o estado de Pedro Paulo Rangel "delicado". O ator lutava contra os efeitos do DPOC (doença pulmonar que obstrui as vias aéreas), causada pelo tabagismo, desde 2002.

Vida e obra
Nascido em 1948, no Rio de Janeiro, Pedro Paulo Marques Rangel era morador do Rio Cumprido, na Zona Norte da cidade. Ele teve o primeiro contato com o teatro aos 11 anos.

Ainda na juventude, integrou o grupo de teatro da Igreja de Santa Terezinha, onde conheceu o ator Marco Nanini, com quem estudaria posteriormente no Conservatório Nacional de Teatro, atual Escola de Teatro da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

O ator estreou na Globo em 1972, na novela Bicho do Mato. Seu primeiro personagem de sucesso foi Juca Viana, em Gabriela. Na novela, Pedro Paulo Rangel protagonizou o primeiro nu masculino da TV. Na cena, Juca e Chiquinha (Cidinha Millan) eram expulsos por serem flagrados na cama.

Entre os trabalhos mais marcantes de Pedro Paulo Rangel, além de Gabriela (1975), estão Saramandaia (1976), Vale Tudo (1988), e o humorístico TV Pirata (1988).
Postagem Anterior Próxima Postagem