Jornal O Movimento

Governo de SP autoriza concurso para contratação de 15 mil professores

Escola Estadual Jose Marcelino da Fonseca no bairro do Mandaqui, na zona norte da capital paulista. Imagem: Sergio Andrade/A2 Fotografia

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), autorizou a realização de concurso público para contratação de 15 mil professores na rede estadual de ensino.
Em publicação no Diário Oficial deste sábado (17), o governo pretende contratar 10,7 mil para Jornada Ampliada (40 horas) e 4,3 mil na Jornada Completa (25 horas).

Segundo a decisão, os novos ingressantes estarão no novo plano de carreira docente, que prevê remuneração inicial de R$ 5 mil para jornada de 40 horas, 30% acima do piso nacional do magistério.

Professores poderão atuar em escolas de ensino integral, recebendo, além da remuneração inicial, gratificação de R$ 2 mil. Assim, o salário poderá ter um salto e chegar a R$ 7 mil.

Prorrogação de contrato
Além da contratação de mais professores, Rodrigo Garcia sancionou a Lei Complementar nº 1.381/2022, que autoriza o governo de São Paulo a prorrogar contratos de professores temporários que ingressaram na rede estadual entre 2018 e 2019.

A medida aprovada pode beneficiar mais de 36 mil profissionais do magistério, classificados como ‘Categoria O’, que teriam contratos encerrados no fim de 2022. Com a lei, os professores poderão manifestar interesse para renovar o contrato até o fim de 2023.

Docentes que optarem por não prorrogar o contrato poderão firmar novo compromisso, desde que nos termos da Lei Complementar 1.093/2009.

Postagem Anterior Próxima Postagem