Jornal O Movimento

Anvisa alerta para risco de cegueira causada por produtos para trançar cabelos

Vinícius Schmidt/Metrópoles

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou alerta sobre uso de produtos para trançar e modelar cabelos comercializados no país. 
De acordo com a Anvisa, supostamente esses produtos estariam “ocasionando cegueira temporária, entre outros efeitos indesejáveis”. 

A agência cita casos de ardência nos olhos, lacrimejamento intenso, coceira, vermelhidão, inchaço ocular e dor de cabeça. “Segundo diagnóstico médico, em um dos casos, o paciente apresentou lesão grave nos olhos. Há ainda relatos de demora na recuperação da visão de consumidores com prazos de até 15 dias”. 

Um desses casos, em março deste ano, levou o órgão a suspender a comercialização de uma pomada. Na época, uma mulher de 41 anos contou ter usado o produto Ômegafix e, ao mergulhar numa piscina depois, ter tido as córneas queimadas e ficado sem conseguir enxergar.

O alerta foi emitido na última terça-feira (13). A Anvisa ressaltou ser de fundamental importância que quaisquer efeitos indesejáveis à saúde supostamente relacionados ao uso desses produtos, e de outros cosméticos, sejam registrados. 

“Há links específicos para registro por parte de cidadãos e profissionais que manejam produtos cosméticos e empresas e profissionais de saúde”.

Efeito grave
Um efeito indesejável grave é uma reação adversa inesperada e prejudicial à saúde humana, que leva à incapacidade funcional temporária ou permanente, invalidez, hospitalização, anomalias congênitas, risco imediato à vida ou morte. 

*Com informações da Anvisa

Edição: Toni Oliveira
Postagem Anterior Próxima Postagem