Jornal O Movimento

Família de idosa que morreu em Pirassununga nega Covid-19 como causa

Declaração de morte assinada por um médico aponta que ela não morreu por covid-19. Foto: Reprodução / jornal O Movimento

 A família da idosa Sebastiana da Silva Marconi, de 96 anos, que morreu no dia 3 de fevereiro,  na Santa Casa de Misericórdia de Pirassununga (SP), contesta que a morte tenha sido causada pela COVID-19. Segundo o boletim epidemiológico, a idosa faleceu em consequência do coronavírus.

+ Veja mais noticias no jornal O Movimento

Com o atestado de óbito em mãos, o neto, Adriano,  afirma que sua avó morreu de pneumonia bacteriana e senilidade. O neto ainda afirma, ao jornal, que foi feito um teste de Covid-19, após o seu falecimento, com resultado negativo.

" Na certidão de óbito da idosa, obtida pelo jornal " O Movimento ", comprova que ela morreu de  pneumonia bactericida e senilidade, e não faz menção à Covid."

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal da Saúde da prefeitura da cidade, mas não obteve retorno até o momento de publicação desta matéria.

Nota do jornal
Como praxe do jornal " O Movimento " foi dado o direito para a Secretaria Municipal da Saúde da prefeitura se manifestar sobre a matéria, demonstrando um jornalismo claro e coerente na busca da verdade e da divulgação dos fatos, o qual neste momento exerce.
Boletim epidemiológico apontou 'Covid-19'. Imagem: Reprodução 
Todo o conteúdo do jornal digital O Movimento é protegido pela legislação de propriedade intelectual e só poderá ser reproduzido mediante autorização expressa. 

Se tiver interesse em utilizar textos, vídeos ou fotos  publicados no jornal O Movimento, por favor entre em contato com o departamento comercial para adquirir direitos autorais: [email protected]


Postagem Anterior Próxima Postagem