Jornal O Movimento

Asteroide troiano de mais de mil metros de diâmetro é descoberto na órbita da Terra

Asteroides troianos são rochas espaciais presas em regiões do espaço. © Gettyinages

Foi confirmado recentemente que um asteroide observado por cientistas em dezembro de 2020, pouco à frente da Terra em sua órbita ao redor do Sol, é o segundo Trojan da Terra, um tipo de asteroide que compartilha sua órbita com um planeta.

Quando o observaram pela primeira vez, os astrônomos não puderam confirmar sua identidade de imediato. A constatação de que se tratava de um asteroide troiano veio neste ano, a partir de uma pesquisa publicada no periódico científico Nature Communications.

+ Veja mais noticias no jornal O Movimento

Batizado de 2020 XL5, o asteroide faz parte de uma classificação de corpos astronômicos que orbita em um dos cinco pontos de Lagrange, acompanhando um planeta ao redor do Sol.

O segundo asteroide troiano da Terra está no quarto ponto de Lagrange, ou seja, a 60 graus à frente do nosso planeta, como reportou a revista Época. O primeiro do tipo identificado pela ciência, chamado de 2010 TK7 e descoberto em 2011, também está no ponto L4.

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo artigo, que conta com co-autoria de Toni Santana-Ros, da Universidade de Barcelona, a descoberta do Trojan faz com que eles acreditem que “provavelmente há mais corpos povoando L4 e provavelmente L5 do sistema Terra-Sol".

Esses asteroides não vão ficar na órbita da Terra por muito tempo, sendo chamados de terrestres transitórios. Observado pelo telescópio de pesquisa Pan-STARRS1 no Havaí, o 2020 XL5 acompanhará o planeta por mais 4 mil anos. Ele também é três vezes maior que o 2010 TK7.

Postagem Anterior Próxima Postagem