Jornal O Movimento

Volta às aulas: escolas estaduais de SP não exigirão vacina contra a Covid

Estudantes em uma escola estadual em Ribeirão Preto, SP, em 2021. Foto: Chico Escolano/EPTV

O secretário de Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, anunciou hoje que as escolas paulistas não vão exigir que crianças estejam vacinadas contra a covid-19 para voltarem às aulas presenciais.  
Segundo o médico infectologista, a vacina é apenas um "dado adicional" de proteção, uma vez que os profissionais e servidores da educação já foram imunizados e as escolas são, em tese, ambientes mais seguros.

O uso de máscaras seguirá obrigatório no ambiente escolar.

 + Veja mais noticias no jornal O Movimento

"Nós não condicionamos a volta às aulas ao processo vacinal [contra a covid-19], até porque todos os professores, toda a parte burocrática, que cuida da parte da administrativa das escolas, está devidamente imunizada", explicou Gorinchteyn em entrevista à CNN Brasil.

As escolas são cenários de proteção, já que têm distanciamento, distribuição de álcool em gel, obrigatoriedade de uso de máscara e inibição do acesso de qualquer criança ou servidor que apresente mínimos sintomas de resfriado ou covid. A vacinação é um dado a mais [de proteção], um dado adicional.Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde 

Ele ainda afirmou que a orientação no estado é priorizar as crianças com comorbidades, como recomenda o Ministério da Saúde, "porque essas, sim, têm risco de desenvolver formas graves e fatais" da covid-19. 

"Um questionamento feito pelo Instituto Seade, a pedido do governo de São Paulo, sobre a adesão dos pais para a vacinação de seus filhos mostrou que nós temos 86% na Grande São Paulo e 84% no estado de São Paulo de pessoas que vão vacinar seus filhos. [A expectativa é de] Uma adesão bastante significativa", acrescentou o secretário.

Todo o conteúdo do jornal digital O Movimento é protegido pela legislação de propriedade intelectual e só poderá ser reproduzido mediante autorização expressa. 

Se tiver interesse em utilizar textos, vídeos ou fotos  publicados no jornal O Movimento, por favor entre em contato com o departamento comercial para adquirir direitos autorais: [email protected]

Postagem Anterior Próxima Postagem