Jornal O Movimento

Estado de SP vacina mais de 1 milhão de crianças com a primeira dose

 

Vacinação de crianças contra a Covid-19 em Jundiaí (SP). Crédito: Pedro Amora/Prefeitura de Jundiaí

O estado de São Paulo ultrapassou neste sábado (29) a marca de 1 milhão de crianças de 5 a 11 anos de idade imunizadas com a primeira dose da vacina. Ou seja, 25,01% da população-alvo já tomou pelo menos uma dose.

De acordo com o portal do Governo de São Paulo, às 14h42, horário de Brasília, 1.001.446 crianças foram imunizadas. O governo também informou que todos os municípios têm vacinas suficientes para todas as crianças de 5 a 11 anos de idade.

No total, a Secretaria de Estado da Saúde já disponibilizou 4 milhões de doses da Coronavac e 900 mil doses pediátricas da Pfizer.

“São Paulo é o [estado] que mais vacina as crianças no Brasil e o nosso objetivo é acelerar ainda mais a imunização do público infantil”, destaca a Coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula. “Todas as vacinas são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disponíveis no Sistema Único de Saúde”.

Veja abaixo o calendário infantil:

  • Crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência já podem receber a dose desde 14 de janeiro;
  • Crianças de 9 a 11 anos podem receber desde 20 de janeiro;
  • Crianças de 5 a 8 anos estarão autorizadas a partir da próxima segunda-feira (31);

No site do Governo também é possível fazer o pré-cadastro para a vacinação deste público. Ele é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos locais de imunização, evitando filas e aglomerações.

Para cadastrar os filhos, os pais ou responsáveis devem acessar o site, clicar no botão ‘Crianças até 11 anos’ e preencher o formulário online

Vale destacar que as crianças de 5 anos e as imunossuprimidas de 5 a 11 anos só podem receber o imunizante da Pfizer, enquanto as demais podem ser protegidas pela Coronavac. Todas as vacinas aprovadas pela Anvisa são seguras e eficazes.

A vacinação infantil começou em SP no dia 14 de janeiro com as crianças com comorbidades. Na ocasião, o jovem indígena David foi o primeiro vacinado no país e recebeu a vacina no Complexo do Hospital das Clínicas da Capital.

Crianças na escola

O governo do estado de São Paulo publicou no Diário Oficial deste sábado (29) uma resolução que torna obrigatória a apresentação de comprovante de vacinação completa contra a Covid-19 ou atestado que evidencie contraindicação no segundo bimestre de 2022 nas escolas estaduais.

Porém, os alunos e alunas não serão impedidos de frequentar as instituições de ensino. As medidas vão incluir comunicação ao Conselho Tutelar, ao Ministério Público e às autoridades sanitárias.

Postagem Anterior Próxima Postagem